terça-feira, 31 de julho de 2018

V Festival Itinerante de Leitura - Chamada

Estarei com a Cris Alhadeff em Brasília para o V Festival Itinerante de Leitura, promovido pelo Uniduniler Todas as Letras, com coordenação e curadoria da queridaça Alessandra Roscoe.
Programem-se! Aguardo vocês lá!





segunda-feira, 23 de julho de 2018

Cartas de Santa Catarina

Eis que de repente abro a caixa do correio e me deparo com algumas cartas escritas por alunos de uma escola de Santa Catarina. Separei trechos de três mensagens na imagem. 
É muito bom receber esse carinho dos leitores. Vocês são demais! Obrigado!


domingo, 22 de julho de 2018

Plástico

Ontem pedi um lanche no Centro e me foi dito que não havia canudo para o refri. 

"O plástico dos canudos polui o mundo."

Concordei e aplaudi a atitude. Mas depois percebi o copo de plástico servido com a garrafinha.

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Política Nacional de Leitura e Escrita


Saiu, nessa sexta-feira 13, no Diário Oficial da União, a Lei 13.696/18 que institui a política nacional de leitura e escrita, uma lei aprovada com diretrizes para se construir metas, estratégias e ações para o desenvolvimento da área do livro e da leitura.


O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Fica instituída a Política Nacional de Leitura e Escrita como estratégia permanente para promover o livro, a leitura, a escrita, a literatura e as bibliotecas de acesso público no Brasil. 

Parágrafo único. A Política Nacional de Leitura e Escrita será implementada pela União, por intermédio do Ministério da Cultura e do Ministério da Educação, em cooperação com os Estados, o Distrito Federal e os Municípios e com a participação da sociedade civil e de instituições privadas. 

Art. 2º São diretrizes da Política Nacional de Leitura e Escrita: 

I - a universalização do direito ao acesso ao livro, à leitura, à escrita, à literatura e às bibliotecas; 

II - o reconhecimento da leitura e da escrita como um direito, a fim de possibilitar a todos, inclusive por meio de políticas de estímulo à leitura, as condições para exercer plenamente a cidadania, para viver uma vida digna e para contribuir com a construção de uma sociedade mais justa;

III - o fortalecimento do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP), no âmbito do Sistema Nacional de Cultura (SNC); 

IV - a articulação com as demais políticas de estímulo à leitura, ao conhecimento, às tecnologias e ao desenvolvimento educacional, cultural e social do País, especialmente com a Política Nacional do Livro, instituída pela Lei nº 10.753, de 30 de outubro de 2003; Ver tópico

V - o reconhecimento das cadeias criativa, produtiva, distributiva e mediadora do livro, da leitura, da escrita, da literatura e das bibliotecas como integrantes fundamentais e dinamizadoras da economia criativa.

Parágrafo único. A Política Nacional de Leitura e Escrita observará, no que couber, princípios e diretrizes de planos nacionais estruturantes, especialmente do:

I - Plano Nacional de Educação (PNE); 
II - Plano Nacional de Cultura (PNC); 
III - Plano Plurianual da União (PPA).

Art. 3º São objetivos da Política Nacional de Leitura e Escrita: 

I - democratizar o acesso ao livro e aos diversos suportes à leitura por meio de bibliotecas de acesso público, entre outros espaços de incentivo à leitura, de forma a ampliar os acervos físicos e digitais e as condições de acessibilidade; 

II - fomentar a formação de mediadores de leitura e fortalecer ações de estímulo à leitura, por meio da formação continuada em práticas de leitura para professores, bibliotecários e agentes de leitura, entre outros agentes educativos, culturais e sociais; 

III - valorizar a leitura e o incremento de seu valor simbólico e institucional por meio de campanhas, premiações e eventos de difusão cultural do livro, da leitura, da literatura e das bibliotecas; 

IV - desenvolver a economia do livro como estímulo à produção intelectual e ao fortalecimento da economia nacional, por meio de ações de incentivo ao mercado editorial e livreiro, às feiras de livros, aos eventos literários e à aquisição de acervos físicos e digitais para bibliotecas de acesso público;

V - promover a literatura, as humanidades e o fomento aos processos de criação, formação, pesquisa, difusão e intercâmbio literário e acadêmico em território nacional e no exterior, para autores e escritores, por meio de prêmios, intercâmbios e bolsas, entre outros mecanismos; 

VI - fortalecer institucionalmente as bibliotecas de acesso público, com qualificação de espaços, acervos, mobiliários, equipamentos, programação cultural, atividades pedagógicas, extensão comunitária, incentivo à leitura, capacitação de pessoal, digitalização de acervos, empréstimos digitais, entre outras ações;

VII - incentivar pesquisas, estudos e o estabelecimento de indicadores relativos ao livro, à leitura, à escrita, à literatura e às bibliotecas, com vistas a fomentar a produção de conhecimento e de estatísticas como instrumentos de avaliação e qualificação das políticas públicas do setor; 

VIII - promover a formação profissional no âmbito das cadeias criativa e produtiva do livro e mediadora da leitura, por meio de ações de qualificação e capacitação sistemáticas e contínuas; 

IX - incentivar a criação e a implantação de planos estaduais, distrital e municipais do livro e da leitura, em fortalecimento ao SNC; 

X - incentivar a expansão das capacidades de criação cultural e de compreensão leitora, por meio do fortalecimento de ações educativas e culturais focadas no desenvolvimento das competências de produção e interpretação de textos. 

Art. 4º Para a consecução dos objetivos da Política Nacional de Leitura e Escrita, será elaborado, a cada decênio, o Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL), que estabelecerá metas e ações, nos termos de regulamento.

§ 1º O PNLL será elaborado nos 6 (seis) primeiros meses de mandato do chefe do Poder Executivo, com vigência para o decênio seguinte.

§ 2º O PNLL será elaborado em conjunto pelo Ministério da Cultura e pelo Ministério da Educação de forma participativa, assegurada a manifestação do Conselho Nacional de Educação (CNE), do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC) e de representantes de secretarias estaduais, distritais e municipais de cultura e de educação, da sociedade civil e do setor privado. 

§ 3º O PNLL deverá viabilizar a inclusão de pessoas com deficiência, observadas as condições de acessibilidade e o disposto em acordos, convenções e tratados internacionais que visem a facilitar o acesso de pessoas com deficiência a obras literárias.

Art. 5º O Prêmio Viva Leitura será concedido no âmbito da Política Nacional de Leitura e Escrita com o objetivo de estimular, fomentar e reconhecer as melhores experiências que promovam o livro, a leitura, a escrita, a literatura e as bibliotecas, nos termos de regulamento. 

Art. 6º Ato conjunto do Ministério da Cultura e do Ministério da Educação regulamentará o disposto nesta Lei.

Art. 7º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. 

Brasília, 12 de julho de 2018; 197o da Independência e 130o da República.

MICHEL TEMER

Rossieli Soares da Silva
Sérgio Henrique Sá Leitão Filho
Gustavo do Vale Rocha


Este texto não substitui o publicado no DOU de 13.7.2018

terça-feira, 10 de julho de 2018

Tesouros da Anny - O Lanterna

A Aninha Vasconcelos, de Acaraú - CE, tem uma página no Youtube, onde ela conta histórias de tal maneira que senti vontade de abraçá-la. O nome do canal é "Tesouros da Anny" e, além da minha obra, vi livros do Leo Cunha, da Anna Claudia Ramos...

Obrigado, Aninha por essa contação bacana! Beijo!

Com vocês, "O lanterna"!

Aventura literária com uma lagartixa

Recebi um presentão no Salão FNLIJ 2018. 

A professora Ivanise Meyer, da Escola Municipal Albert Sabin, me contou que leu o livro "Eu sou uma lagartixa!" para seus alunos e que, ao final da leitura, os alunos reagiram com aplausos. A professora veio então com a ideia de os alunos escreverem recados para os autores do livro. 

Nos encontramos no Salão e ela me entregou os trabalhos das crianças. Lindos recados e desenhos de lagartixas. Emocionante! A Cris e eu amamos tudo.

Agora descobrimos que ela criou uma apresentação de 16 páginas em pdf com o relato dessa aventura literária. Desmembrei aqui para que todos pudessem apreciar.

Obrigado pelo carinho, professora! Um beijo pra todos vocês!











Os 12 trabalhos de Severino

Editora: SESI-SP
Categoria: Juvenil
ISBN: 978-85-504-0426-4
1ª edição: 2018
Encadernação: Brochura
Formato: 14,2x19,8 | 188 páginas
Ilustrações: Camila Fudissaku

Severino tem 12 desafios pela frente. Para enfrentá-los, precisa viajar para os quatro cantos do país, entrando em contato com diversas criaturas do folclore brasileiro. Inspirada no mito grego de Hércules, a trajetória de Severino é um convite à diversão e, também, uma oportunidade de conhecer melhor algumas personagens da nossa cultura popular.

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Fotos do Salão FNLIJ 2018


Montagem do estande



Mesa de abertura do Salão FNLIJ


Mesa de abertura do Salão FNLIJ







Lançamento de "Os 12 trabalhos de Severino" (SESI-SP)


Lançamento de "Os 12 trabalhos de Severino" (SESI-SP)


Lançamento de "Os 12 trabalhos de Severino" (SESI-SP)


Lançamento de "Os 12 trabalhos de Severino" (SESI-SP)


Lançamento de "Os 12 trabalhos de Severino" (SESI-SP)


Lançamento de "Os 12 trabalhos de Severino" (SESI-SP)


Lançamento de "Os 12 trabalhos de Severino" (SESI-SP)


Leitura de "A bola ou a menina?" (Melhoramentos)




Com meus amigos e editores, Leila e Gil


Encontrão depois do Salão no Amarelinho



Assembleia da AEILIJ


Cerimônia de entrega dos prêmios AEILIJ 2017


Cerimônia de entrega dos prêmios AEILIJ 2017


Cerimônia de entrega dos prêmios AEILIJ 2017


Cerimônia de entrega dos prêmios AEILIJ 2017


Cerimônia de entrega dos prêmios AEILIJ 2017










Doação de livros da AEILIJ para a Casa de Leitura Soraya Pamplona


Recebimento de um presente dos alunos da E. M. Albert Sabin,
pelas mão da professora Ivanise Meyer.


Recebimento de um presente dos alunos da E. M. Albert Sabin,
pelas mão da professora Ivanise Meyer.



Pausa para um descanso



A professora Ivanise comprou outros livros meus no Salão.


Miriam lê "Eu sou uma lagartixa!" no estande da AEILIJ.




Autógrafos para alunos do Colégio Pedro II do Humaitá