segunda-feira, 12 de julho de 2021

Parcerias do primeiro semestre de 2021

Eu tive a sorte de contar com parcerias maravilhosas nos livros publicados no primeiro semestre: Cris Alhadeff em Procura-se o Curupira (Escarlate) e O livro das palavras grandes e dos desenhos pequenos (Saberes e Letras); Jean-Claude Alphen em É porco? (Globinho); e Camilo Martins, Celso Sisto, Cintia Barreto e Leo Cunha no teórico Literatura infantil e juvenil: aprendizagem e criação (Semente Editorial).

O segundo semestre vem chegando com novas parcerias tão incríveis quanto: meus filhos, Guigo e Nina, a super Cris Alhadeff, o parça Jean-Claude, o mestre Luiz Antonio Aguiar e o fera Rafa Antón. Aliás são todos parças, mestres e feras.

Ah! E tem os editores envolvidos também. Todos amigos muito queridos com quem tive o enorme prazer de trabalhar junto.

Me sinto até um pouco culpado por ter esse momento bom em meio a um momento ruim.

Ah! Mas são esses momentos de respiro, quando enchemos o pulmão, que nos fazem nadar mais longe.

Viva os amigos!

Feliz semana para vocês!



sábado, 10 de julho de 2021

Fotos do segundo dia do seminário do NELIJ na UERJ

Ontem foi o dia da minha aula/palestra no seminário "Olhares sobre a pesquisa e o ensino", promovido pelo NELIJ/UERJ.

O tema foi "Os monstros e seus percursos pela literatura infantil e juvenil brasileira".

É um assunto que pesquiso há anos e que me empolga muito. Adorei compartilhar esse trabalho com tanta gente e de receber tanto carinho pelo chat. Seguem algumas imagens e um apanhado do chat da aula, que eu ganhei de presente.

Ah! E quem quiser conferir o vídeo, ele já está disponível no endereço https://youtu.be/1ru63lHRG1M.

Deixe um comentário lá no Youtube dizendo o que achou.

Agradeço à prof. Regina Michelli, à equipe do NELIJ e ao público que me prestigiou. Vocês foram demais!






sexta-feira, 9 de julho de 2021

Fotos do primeiro dia do seminário do NELIJ na UERJ

O seminário Estudos em Literatura Infantojuvenil: Olhares sobre a pesquisa e o ensino, promovido pelo NELIJ/UERJ começou ontem e foi muito bacana. Segue o link para quem não viu: https://youtu.be/blUGrJWtpfI

Hoje, às 19h, tem mais! Quem tiver interesse em monstros e criaturas pode assistir a minha fala sobre "Os monstros e seus percursos pela literatura infantil e juvenil brasileira".

Inscrições no link https://forms.gle/C7ugCwpj4Y2PyLWV6

O evento é gratuito e dá certificado!



segunda-feira, 5 de julho de 2021

O livro das palavras grandes no Jornal de Letras

Anna Rennhack mostra sua generosidade mais uma vez na coluna que ela assina para o Jornal de Letras. 

"O livro das palavras grandes e dos desenhos pequenos" (Saberes e Letras) é uma das recomendações da edição de julho do jornal. O afago não parou por aí. Ainda estou absorvendo o elogio que ela fez no texto. 

A Cris Alhadeff e eu agradecemos de coração. Esperamos que Epaminondas e Afonsão conquistem muitos leitores.

Beijos virtuais!


Estudos em Literatura Infantojuvenil: Olhares sobre a pesquisa e o ensino

Anotem aí: evento gratuito com certificado para os ouvintes. Plataforma Google Meet.

Na quinta-feira que vem (08/07) estarei com os convidados Camilo Martins, Celso Sisto, Cintia Barreto e Leo Cunha e cada um falará sobre um dos temas aprofundados no livro Literatura infantil e juvenil: aprendizado e criação (Semente Editorial), de nossa autoria.

Na sexta-feira (09/07) esmiuçarei os monstros presentes na literatura infantil e juvenil brasileira desde o seu início.

Estudos em literatura infantojuvenil: Olhares sobre a pesquisa e o ensino é uma ação promovida pelo NELIJ-UERJ (Núcleo de Estudos de Literatura Infantil e Juvenil da UERJ).

Link de inscrição:

https://forms.gle/C7ugCwpj4Y2PyLWV6

Inscrições limitadas!

Aguardamos vocês!




sexta-feira, 2 de julho de 2021

Resenha de O livro das palavras grandes pelo autor e mestre Severino Rodrigues

O querido amigo, autor e mestre em Letras Severino Rodrigues nos fez esse cafuné literário. Obrigado, brou!




Dom Quixote e Sancho Pança indicam “O livro das palavras grandes e dos desenhos pequenos”!

Quando pensamos num livro infantil, a primeira ideia que temos em mente é: textos pequenos e grandes desenhos. Mas não é isso que acontece aqui. @alexandredecastrogomes e @crisalhadeff subvertem com uma obra ao inverso: aqui, o texto ganha a página, com um jogo de cores, tamanhos e formas diferentes; e as imagens, pequenas, complementam e expandem os significados.

São duas histórias muito divertidas! Epaminondas, um ratinho solitário que um dia tem uma ideia luminosa; e Afonsão, um homem pequeninho, mas com sentimentos bem grandes. Impossível não se identificar com a paixão e alguns dos medos deste personagem, meu favorito.

Uma leitura que vai encantar crianças e adultos e inspirar a brincadeira de criar novas histórias!

“O livro das palavras grandes e dos desenhos pequenos” é um dos lançamentos no novo selo @sabereseletras da @paulinasbrasil.

Dom Quixote e Sancho Pança volta e meia vão aparecer aqui para dar algumas dicas de livros pra vocês!

#olivrodaspalavrasgrandesedosdesenhospequenos
#sabereseletras
#editorapaulinas
#literaturainfantil
#literaturainfantilbrasileira
#infância
#dicadelivro
#leitura

https://www.facebook.com/serodrigues.08/posts/4409686895750816

https://www.instagram.com/p/CQzXq2RHNtR/

sexta-feira, 25 de junho de 2021

Amar, de Severino Rodrigues e Laerte Silvino (Saberes e Letras)


Amar é uma menina de oito anos que vai curtir seu aniversário com os pais na praia. Quando chegam lá são surpreendidos por uma mancha tóxica que vem pelo mar para estragar o dia de todos. Severino Rodrigues e Laerte Silvino esbanjam sensibilidade em um livro sobre uma menina que testemunha um dos grandes crimes de descaso ocorridos em território brasileiro nos últimos tempos: o derramamento de óleo bruto nas praias do nordeste, em 2019.

“A mancha era medo. E trauma.”

A destruição causada pela mancha traumatiza. Amar percebe isso ao ver a movimentação em torno de si. Na ave que não voa. Na tartaruga ninja com máscara de óleo. Severino brinca com metáforas e mergulha no universo infantil com muita habilidade. Ao mesmo tempo que Laerte nos envolve em azul e preto, esgarçando formas ameaçadoras que se alastram pelas páginas. O final é lindo e traz uma surpresa que não vou contar.

A história de Amar comove e alerta para episódios como esse, já retratados em livros como Um dia, um rio, de Leo Cunha e André Neves, sobre o rompimento da barragem de uma mineradora, em Minas Gerais, em 2015, e Segredos de uma vida no museu, de Ana Rapha Nunes e Logan Portela, que trata sobre o incêndio do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, em 2018. 

Ficha técnica:

Amar. Texto de Severino Rodrigues, ilustrações de Laerte Silvino. Editora Saberes e Letras (selo do grupo Paulinas), 2021.

Sobre os autores:

Severino Rodrigues, pernambucano, é mestre em Letras, professor de Língua Portuguesa e autor com obras premiadas por instituições como a FNLIJ, a Cátedra UNESCO de Leitura e a AEILIJ.

Laerte Silvino, pernambucano, é ilustrador, quadrinista e autor de livros infantis, com trabalho publicado no Catálogo Iberoamericano de Ilustração de publicações infantis e juvenis.

quinta-feira, 24 de junho de 2021

Palavras grandes no Canguru News

O livro das palavras grandes e dos desenhos pequenos é uma das recomendações do Canguru News de 23 de junho!

É muito bom quando o Google me sopra essas notícias boas. 

😉

Obrigado, Leo Cunha e Canguru, pelo espaço precioso!

https://cangurunews.com.br/livros-tamanho-e-relativo/

quarta-feira, 23 de junho de 2021

Histórias de fadas

Figueiredo Pimentel é por muitos considerado o autor do primeiro livro brasileiro de literatura de entretenimento direcionado às crianças. Em 1894, ele lançou "Contos da Carochinha" com histórias adaptadas e abrasileiradas de contos oriundos da Europa e outros coletados por Silvio Romero. O livro saiu pela Livraria Quaresma que, com ele, iniciou sua Bibliotheca Infantil. Depois desse foram mais seis ou sete pela mesma coleção, que no final contava com 12 livros. 

O que poucos sabem é que em 1898 ele também lançou outra coletânea de contos infantis pela Francisco Alves, concorrente da Quaresma. 

Adivinhem quem é, a partir de hoje, o feliz proprietário da primeira edição de "Histórias de fadas", de Figueiredo Pimentel, publicado em 1898 pela Francisco Alves?

Pistas nas imagens a seguir. 😉






terça-feira, 22 de junho de 2021

Monstrinhos do Augusto Ruschi

Olha o que os alunos do Colégio Augusto Ruschi fizeram depois de ler o livro AMONCA (Associação de Monstros Caseiros).

Os monstrinhos ficaram maneiríssimos! Deu vontade de fazer um também.






quinta-feira, 17 de junho de 2021

Seminário Leituras Cariocas 2021

Hoje foi dia de participação na mesa Educação Literária, do Seminário Leituras Cariocas, promovido pela Gerência de Leitura da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Falamos para mais de 200 professores e apaixonados pelo livro, fora quem vai assistir depois (Vi agora que já passaram de 1000 visualizações!). Foi muito bacana! 

Apresentamos nosso livro Literatura infantil e juvenil: aprendizagem e criação (Semente Editorial), e ele foi super bem recebido por tanta gente boa e interessada.

Meu agradecimento aos colegas Larissa Kouzmin-korovaeff, Cintia Barreto, Camilo Martins, Celso Sisto e Leo Cunha, pela parceria, e às queridas Márcia Romualdo Levy, Silvana Huguenin e Priscilla Almeida, da Gerência de Leitura da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro.

Quem não conseguiu assistir no horário, pode ver a qualquer momento através do link https://www.youtube.com/watch?v=cL-h_tLZRKM








quarta-feira, 16 de junho de 2021

Lançamento do selo editorial Saberes e Letras

O lançamento do selo Saberes e Letras, do grupo Paulinas, foi lindo. Participaram, além de mim, Cris Alhadeff, Jótah Ilustrador, Severino Rodrigues, Laerte Silvino, Andreia Schweitzer e as irmãs Flavia e Ivonete.

A live começou às 20h, quando apresentamos os livros de estreia do novo selo da Paulinas, entre eles "O livro das palavras grandes e dos desenhos pequenos", parceria minha e da Cris Alhadeff.

Segue o link da gravação para quem não conseguiu assistir: 
https://www.youtube.com/watch?v=AcaSAkwIHU8






terça-feira, 8 de junho de 2021

Parceria com Rafa Antón

Vem parceria minha e do Rafa Antón por aí. Uma história com kombis e fantasmas! 

Está ficando o máximo!




sábado, 5 de junho de 2021

segunda-feira, 31 de maio de 2021

LIJ: aprendizagem e criação chegou!

Chegaram! Lindos! Uma edição super caprichada, 180 páginas com capa em papel Kraft, todo elegantão! Estou babando aqui. 😃

"Literatura infantil e juvenil: aprendizagem e criação" é o primeiro volume da Coleção Educação Literária, da Semente Editorial, organizado por mim e pela Cintia Barreto, que é quem teve a ideia da coleção. 

Esse livro traz um artigo meu, onde falo sobre a história da LIJ brasileira, dividida pelos períodos estipulados pela Nelly Novaes Coelho, e comento sobre os impulsos de leitura de cada período. No final, apresento o que pode ser considerado um novo período da LIJ brasileira: o período pós-nelliano. Além do meu artigo, preparei algumas linhas do tempo que criei para as minhas aulas, onde abordo alguns dos momentos mais importantes da LIJ, incluindo os lançamentos de obras premiadas.

O livro traz mais quatro excelentes artigos de Camilo Martins, Leo Cunha, Celso Sisto e Cintia Barreto, cada um falando sobre sua área de ensino.

São cinco artigos + caderno de atividades para professores da Educação Básica, pesquisadores da área e quem mais quiser mergulhar nesse mar de LIJ.

O livro já pode ser comprado online nos sites da Semente Editorial, Amazon e Livraria da Travessa.

http://sementeeditorial.com.br/livros/literatura-infantil-e-juvenil-aprendizagem-e-criacao/

https://www.amazon.com.br/Literatura-Infantil-Juvenil-Aprendizagem-Cria%C3%A7%C3%A3o/dp/6586610222/ref=sr_1_6?dchild=1&qid=1622495906&refinements=p_27%3ACelso+Castro&s=books&sr=1-6

https://www.travessa.com.br/literatura-infantil-e-juvenil-aprendizagem-e-criacao-1-ed-2021/artigo/3d480f60-e95a-4f8d-8229-454084b91f76





Certificado de Pós-graduação em LIJ

Quase um ano e meio depois de terminar minha pós-graduação em LIJ e de receber o título de Especialista, fui buscar o certificado. Culpa dessa pandemia, que me fez sair pouco de casa. Aproveitei para passar na sala do terceiro andar, onde por meses convivi com pessoas de quem sinto saudade até hoje. Sala essa que ficava fria demais quando se ligava o ar e quente demais quando se desligava. Não tinha meio termo. 😃