sábado, 18 de agosto de 2018

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Reunião na ALERJ

Estive no último dia 16, representando a AEILIJ, em uma reunião na biblioteca da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, com o presidente da ALERJ, André Ceciliano, o superintendente de Leitura e Conhecimento, Juca Ribeiro, e representantes de feiras/festas literárias (LER, FLUP, Bienal do Rio, Primavera, FLIDAM, FLIR e outros) para falar sobre a dotação orçamentária para o exercício de 2019.


segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Seminário Educação Literária - chamada

No sábado que vem estarei na Cidade das Artes, no Seminário Educação Literária. Um dia inteiro de conversas com gente que respira literatura e que busca abrir espaços para o livro e a leitura.
O seminário começa às 9:30 e minha participação será às 15:30.
Dividirei os microfones com os queridos amigos Júlio Emílio Braz, Otávio Cesar Jr. e Rosa Amanda Strausz em uma mesa que discutirá a literatura juvenil.

A entrada é gratuita e haverá sorteio de livros!

As vagas são limitadas. Para se inscrever é necessário enviar um e-mail para cursos.cidadedasartes@gmail.com ou ligar para (21) 3325-0448.



quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Chamada para a Bienal do Livro de São Paulo

Galera de São Paulo, em breve estarei aí sentindo frio com vocês.
Minha participação na Bienal do Livro é no próximo sábado.
Prometo abraços!

Programação completa em: https://www.bienaldolivrosp.com.br/Programacao/espaco-infantil-tenda-das-mil-fabulas/


Pós-graduação de Literatura Infantil e Juvenil

Amigos! Resolvi voltar para a universidade, dessa vez para fazer uma pós-graduação em Literatura Infantil e Juvenil. Ontem fiz a minha inscrição no curso e já soube que terei colegas ilustres, além de mestres que muito admiro.

Um ano e meio de sábados por um preço bacana. Novos conhecimentos que ajudarão nas oficinas que ministro, projetos, parcerias e camaradagem, além da maior feira de antiguidades carioca ao lado, para passeios na hora do almoço.

Estou ansioso para que comece logo. Já separei o caderno!
As vagas são limitadas e a oportunidade de estudar com tanta gente legal é única. Portanto, sugiro que faça logo a sua inscrição.

Os documentos necessários para a inscrição são cópias da identidade, CPF, comprovante de residência e diploma universitário autenticado, além da ficha de inscrição preenchida. Se não tiver a ficha, eles entregam uma no local e basta preencher lá. Não é necessário foto e nem taxa de matrícula.


Eu já perdi oportunidades de trabalho por não ter uma pós em literatura infantil e juvenil. Para quem não sabe, a minha formação foi em Direito.

A pós de LIJ na Cândido Mendes é uma chance de fortalecer a carreira de autor. Afinal, não basta ter a ideia e conseguir publicar os textos. Hoje em dia é necessário o contato com o público leitor. Precisamos contar histórias e vender livros. O escritor contemporâneo participa de palestras e oficinas pelo Brasil inteiro. Temos que nos manter atualizados para que nosso trabalho seja mais requisitado e apreciado, além de, com isso, aumentar a renda que nos possibilita continuar escrevendo.

O mercado exige profissionais cada vez mais qualificados. Recomendo a inscrição na pós de professores, mediadores de leitura, bibliotecários, autores de texto e de imagem, editores e todos os interessados em trabalhar com livros e de se conectar ao mundo da leitura literária.

Tenho 30 livros publicados, alguns premiados, alguns vendidos para o exterior e reconheço que ainda tenho muito a aprender e a dividir com os colegas. E que colegas! Até agora já soube que dividirei a sala de aula com amigos talentosos como a Marilia Pirillo, a Rosa Amanda Strausz, a Patricia Nogueira, a Lucia Morais, as professoras Ivanise Meyer e Ione CoRez, e outros. Já acenaram também Júlio Emílio Braz, Cecilia Botana, Patrícia Melo, Fabio Maciel, Andrea Viviana Taubman e mais um tanto de gente maravilhosa.

Isso sem contar os professores Rogerio Andrade Barbosa, Georgina Martins, Leo Cunha, José Prado, Celso Sisto, Thais Linhares, Cintia Barreto e outras feras.

Um grupo desse gabarito não cai duas vezes na mesma sala de aula. Aproveite a oportunidade e vamos fechar essa turma!



quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Fotos do Uniduniler 2018


Fui convidado pela Alessandra Roscoe para participar do Uniduniler Todas as Letras - V Festival Itinerante de Brasília. Eu acompanhei os últimos quatro festivais que ela promoveu e sabia que era um evento diferente, que levava a literatura para quem mais precisava dela. Idosos, crianças e adultos com necessidades especiais, doentes e excluídos. Um trabalho lindo que sempre desejei fazer parte.
Houve uma tentativa de nos levar (a Cris Alhadeff e eu) no ano passado, mas faltou recursos. Esse ano o festival foi contemplado com o Fundo de Apoio à Cultura do DF - FAC e lá fomos nós para o planalto central.

De acordo com o site do evento, 
"...o V FIL vai realizar 10 eventos em 8 Regiões Administrativas, com escritores, ilustradores, mediadores de leitura, músicos e arte educadores locais, nacionais e internacionais. As ações, todas gratuitas, estarão concentradas nos meses de Julho e Agosto!"

Além de mim, Alexandre de Castro Gomes (RJ), e da Cris Alhadeff (RJ), participaram do festival os autores e arte-educadores Alessandra Roscoe (DF), Raquel Gomes (Portugal), Inesa Markava (Bielorrúsia), Penélope Martins (SP), Alexandre Rampazo (SP), Tino Freitas (DF), Roger Mello (DF), Romont Willy (DF), Adriana Nunes (DF), Dad Saquarisi (DF) e Gabriel Guirá (DF).

Participei de três eventos. O primeiro foi o Show Literário "Tudo que cabe num livro", no teatro da Escola Parque de Brasília. Éramos quatro escritores e quatro ilustradores. Enquanto os escritores contavam histórias e apresentavam os livros, os ilustradores ilustravam rapidamente uma cena da história contada. 

O segundo foi uma apresentação com leituras para os residentes de uma casa de amparo que cuida de pessoas com necessidades especiais, algumas abandonadas pelas suas próprias famílias. Tinha desde idosos até crianças. O espaço bem cuidado e os atendentes muito gentis e carinhosos me impressionaram. Normalmente a gente espera encontrar enfermeiros que procuram não se envolver com os pacientes, mas ali havia um vínculo de amizade que é bonito de se ver. O lugar se chama Vila do Pequenino Jesus. No final fiquei um tempão sentado com a senhora Sonia Regina e descobri que ela já tinha escrito 4 livros, um deles sobre como abandonar as drogas e outro sobre a própria vida.

O terceiro evento levou todos às lágrimas. A apresentação foi para os moradores do Acampamento Tiradentes, de famílias de lavradores sem terra. Ali moram 101 crianças e todas estão na escola, motivo de orgulho para a dona Josefa, que por muito tempo foi representante cultural do grupo, hoje cargo do senhor Francisco. Apresentei uma mini-oficina de construção de personagens que costumo dar nos meus cursos. Ao final do evento, dona Josefa fez um discurso emocionado e nos disse que realizamos um sonho dela e de muitos ali. Depois nos convidou para a sombra de sua casa para bebermos um caldo de cana moída na hora. O dia estava quente. O sol castigava e a poeira vermelha de terra seca cobria os carros. Foi o melhor caldo de cana que já bebi. Pela primeira vez com um pingado de limão. Uma delícia!

Voltamos para o Rio com saudades dos últimos dias e agradecidos pela recepção maravilhosa que tivemos. 

Obrigado, Alê! Obrigado, Orlando! Obrigado, Tiana! Obrigado, Felipe, Bia e Lulu! Obrigado, Raquel e Inesa! Obrigado Roger, Adriana, Abaetê, Tino e Romont!

Com a turma do Uniduniler 2018

No teatro da Escola Parque



Presentes de leitores






Ilustração para "O livro que lê gente", por Roger Mello.

Ilustração para "O livro que lê gente", por Romont Willy.

Ilustração para "O livro que lê gente", por Adriana Nunes.



Vila do Pequenino Jesus



Lagartixa na Vila do Pequenino Jesus


Com dona Sonia Regina

Dona Sonia Regina ganhou um button de "A bola ou a menina?"

Acampamento Tiradentes

Acampamento Tiradentes


Acampamento Tiradentes