Dia do Rock

Dia 13 de julho é o Dia Mundial do Rock, ritmo de 9 de cada 10 músicas que ouço.
Outro dia ouvi um músico brasileiro (que já gravou rock) falar que roqueiros são preconceituosos e que se acham melhores do que os outros. Seu argumento foi apoiado por muitos anônimos.
Não curto mimimi. Me lembrei que, há muitos anos atrás, uma menina resmungou no meu ouvido algo sobre uma amiga minha roqueira não gostar dela por causa da música que ela ouvia. A menina tentava se aproximar mas não conseguia. Entendi a minha amiga na hora. Não era o gosto musical. Era porque ela era uma mala mesmo.
Bem, o rock melhorou o inglês de muita gente, fez o meu filho mais velho se interessar por guitarra, nos deu amigos, apresentou culturas distantes, ditou moda, criou festas, me juntou com a Cris e me faz balançar o esqueleto até hoje.
Peço que os chatinhos ouçam seu pagode, funk brasileiro, axé e sertanejo universitário e que parem de rotular os outros.

Olha só que interessante que pesquei do Wikipedia:

O dia 13 de julho é conhecido no Brasil como Dia Mundial do Rock. A data celebra anualmente o rock e foi escolhida em homenagem ao Live Aid, megaevento que aconteceu nesse dia em 1985. A celebração é uma referência a um desejo expressado por Phil Collins, participante do evento, que gostaria que aquele fosse considerado o "dia mundial do rock"...
...Apesar de se chamar "Dia Mundial do Rock", a data só é comemorada no Brasil. Ela começou a ser celebrada em meados dos anos 1990, quando duas rádios paulistanas dedicadas ao rock - 89 FM e 97 FM - começaram a mencionar a data em sua programação. A celebração foi amplamente aceita pelos ouvintes e, em poucos anos, passou a ser popular em todo o país. Entretanto, essa data é completamente ignorada em todo o resto do mundo.

0 comentários:

Postar um comentário