Minhas maravilhosas geringonças

Minha Mercedes Prima 1934 é uma maravilhosa geringonça!


Em 1924, Gustav Mez, um fabricante de máquinas de escrever da Alemanha, viajou para os Estados Unidos a fim de fechar parcerias. Além de vender as grandes máquinas com design alemão da Mercedes (não é a fábrica de carros), vendidas em seu país, Mez tinha parceiros na Inglaterra (onde vendia a Protos) e na Argentina (Cosmopolitan). Em dezembro de 1927, a Underwood, fabricante americano, virou sócia maioritária da Mercedes no segmento de máquinas de escrever. Mez permaneceu responsável pelas calculadoras, outro produto da empresa. A Underwood contribuiu com projetos de design de máquinas portáteis. O primeiro foi a Prima de 1934, uma variação das conhecidas Underwoods americanas.

E minha Olivetti Studio 42 portátil, de 1939, também é uma maravilhosa geringonça, embora falte a plaquinha de vidro que enfeitaria a parte da frente. 


A Studio 42 foi a primeira máquina produzida e desenhada não apenas pelos engenheiros da Olivetti, mas também por um time de designers como o pintor Schawinsky e os arquitetos Figinie e Pollini. Foi utilizada no Vaticano, como a máquina pessoal do Papa Pio XII.
A Olivetti Estúdio 42 pode ser encontrado na coleção permanente do Triennale Design Museum , em Milão

0 comentários:

Postar um comentário