Folclore de Chuteiras no Brincadeiras Literárias

22/08/2014
A página "Brincadeiras Literárias", hospedada no Facebook, fez uma das resenhas que mais gostei para o "Folclore de chuteiras".

Segue o que a Fabi Cunha escreveu:

FOLCLORE DE CHUTEIRAS é um livro delicioso para esses públicos: 
- o que adora futebol;
- o que não gosta (ou não entende) de futebol;
- o que não liga a mínima para futebol

É um livro muito divertido e interessante: a diversão vem logo ao vermos que ele reproduz uma partida de futebol (igualzinha às reais!!) em todos os seus momentos: os repórteres e comentaristas falando sobre a escalação de cada time, entrevistas (ou tentativas de) à beira do campo, depoimentos (manjadíssimos!!) dos jogadores, narração de cada jogada... 

E se nas partidas verdadeiras os locutores e comentaristas falam sobre o clube e o desempenho de cada jogador, aqui são as características e histórias de cada um dos lendários personagens que são comentadas a cada jogada. 

Mesmo os leitores pouco afeitos ao mundo futebolístico (como eu!) vão se sentir “em casa”, pois é quase impossível não termos ao menos ouvido a narração de uma partida. E é com esse sentimento de “em casa” que somos apresentados a dois times da pesada: o do Brasil tem jogadores vindos de todas as regiões do país e o do resto do mundo reúne feras de diferentes lugares. É de deixar a perna bamba!! 

Gente: eu consegui “ouvir” toda a partida durante a leitura! Foi até engraçado, pois é tudo tão perfeitamente narrado que podemos visualizar a partida toda, a agitação na arquibancada... 

E é claro que as ilustrações – muito coloridas e vibrantes, condizentes com o espírito do jogo – ajudam muito a entrarmos nessa aventura no campo. 

Um livro que nos permite o despertar de um gostinho pelo futebol e (re)conhecer muitas curiosidades sobre o folclore mundial. 

No final dele, um simpático glossário: ‘cards’ que apresentam cada um dos escalados nos dois times, falando um pouco de sua história. Praticamente um álbum completo de Copa do Mundo. 

(Obs: toda a narração é ótima, mas o que achei mais genial foi o modo como o Alexandre descreveu o “desenvolvimento” dos jogadores em campo, deixando nas entrelinhas a história deles. Ou será que existe jogador mais apropriado do que o Minotauro para ultrapassar “um labirinto de jogadores”?) 

Folclore de chuteiras
Texto: Alexandre de Castro Gomes
Ilustrações: Visca
Editora Peirópolis

Fonte:
https://www.facebook.com/brincadeirasliterarias/photos/a.202775396551373.
1073741828.202374969924749/335345876627657/?type=1

0 comentários:

Postar um comentário