Centro Cultural Justiça Federal

No próximo sábado, dia 19 de julho, estarei na sala de cursos do Centro Cultural Justiça Federal (Av. Rio Branco 241, Centro, Rio de Janeiro) para um bate-papo e leitura do livro "Folclore de Chuteiras". 
A entrada é franca! Aguardo vocês!


Eventos de Julho da Biblioteca do Centro Cultural Justiça Federal:


O prédio do Centro Cultural Justiça Federal foi projetado pelo arquiteto Adolpho Morales de Los Rios para ser originalmente o Palácio Arquiepiscopal, o edifício – exemplar da arquitetura eclética – abrigou o Supremo Tribunal Federal de 1909 a 1960. Atualmente, é um dos poucos remanescentes da reformulação da cidade do Rio de Janeiro ocorrida no início do século XX.

Em suas mesas sentou-se, entre outros, Rui Barbosa. Foi lá também que decidiram o destino de Olga Benário, mulher de Luís Carlos Prestes.

Atualmente, o Centro Cultural da Justiça Federal é um espaço reconhecido por incentivar e garantir o acesso da população às diversas formas de expressão cultural, abrigando exposições, peças teatrais, espetáculos de dança e de música, mostras de cinema, cursos, seminários, palestras, dentre outras. Além disso, a própria arquitetura do prédio é uma atração para os visitantes, com destaque para as portas monumentais da entrada, a escadaria de ferro e mármore e o vitral principal. A antiga Sala de Sessões do Supremo Tribunal Federal mantém o mobiliário confeccionado em 1920, além de elementos decorativos originais, como vitrais e pinturas murais.(http://www.ajufe.org/imprensa/noticias/sancionada-a-lei-que-garante-conservacao-do-acervo-cultural-da-jf/)





0 comentários:

Postar um comentário